Acupuntura no Câncer de Mama

Boa tarde Leitores! 

Hoje vamos falar do que é o Câncer de Mama da visão Oriental e como a Acupuntura pode ajudar no tratamento desta patologia.

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve nos seios. Todo câncer é caracterizado por um crescimento rápido e desordenado de células.

Quando as células adquirem características anormais, células dos lobos mamários, células produtoras de leite ou dos ductos por onde é drenado o leite, podem causar uma ou mais mutações no material genético da célula. Esta doença acontece quase exclusivamente em mulheres, porém existem, também, casos de homens com câncer de mama.

Algumas mutações possuem a capacidade de fazer com que uma célula apenas se divida, mas não tenha a capacidade de invadir outros tecidos, estes são chamados de tumores benignos ou não cancerosos.

Para uma célula ser considerada cancerígena é necessário que ocorram mutações no material genético de uma ou mais células e estas adquiram a capacidade não só de se dividir, mas também de evitar a morte celular. Este seria o ciclo normal de vida de qualquer célula do organismo, contudo quando elas invadem os tecidos adjacentes, a doença se instala.

Para a Medicina Chinesa, qualquer tipo de formação de massas no corpo, como cistos sinoviais, lipomas, cistos no ovário, mioma no útero, pólipos no intestino, e todo o tipo de câncer, incluindo o de Mama, é considerado Umidade Interna.

A Umidade Interna nada mais é que o acúmulo de fluídos corpóreos que deveriam ter sido eliminados pelo corpo, que, ao permaneceram no meio interno se tornaram viscosos, turvos e por fim, viram “massas” às quais denominamos Fleuma.

O principal causador deste mal, é o Baço-Pâncreas, que quando saudável, é responsável por remover os líquidos corpóreos que já não são mais necessários no corpo. Quando o Baço falha em sua função de Eliminar o Excesso de Flúídos do Corpo, há um acúmulo dos mesmos, causando diversos tipos de patologias, sendo uma delas, o Câncer de Mama.

A alimentação baseada em leite e derivados bem como o excesso de glúten favorecem a fraqueza do Baço e a formação de tumores. Sendo assim, regularizar a alimentação é de grande ajuda na prevenção de qualquer tipo de tumor, sendo ele benígno ou malígno.

** Um pouco de carne vermelha, legumes e verduras verdes escuros (espinafre, rúcula, couve, escarola, etc) e raízes (nhame, batata, batata doce, mandioca, mandioquinha) ajudam a fortalecer o Baço e devem ser incluídos na alimentação da paciente com câncer de mama, para pessoas com fraqueza constitucional de Baço e para pacientes com casos de qualquer tipo de câncer na família.

A preocupação/ansiedade excessiva também leva à fraqueza de Baço-Pâncreas, sendo que traumas de grande magnitude, que gerem esses sentimentos também podem ser os causadores desta doença segundo a teoria oriental.

Quando falamos em Acupuntura no Câncer de Mama, temos que pensar em alguns aspectos:

 

1.A descoberta do Câncer de Mama

Quando o Câncer de Mama é descoberto, a missão do Acupunturista é fortalecer o Baço na tentativa de reduzir o tumor e evitar que o mesmo cresça e dissemine. Além de trabalhar os aspectos emocionais de manter a mente da paciente calma, tranquila e confiante.

  • Sugestões:

a) Para fortalecer o Baço e remover a Umidade: BP2, BP3, E40, BP9, IG11.

Capsulas de babosa também podem ser utilizadas e pesquisas científicas mostram casos onde há redução de tumores com o uso desta planta.

b) Para manter a mente calma e confiante: C7, CS7, E44 e o vaso maravilhoso (TA5-VB41)

2. Durante e Após os Tratamentos do Câncer de Mama

Durante o tratamento do Câncer de Mama, a paciente passa normalmente por cirurgia, radio e quimioterapia. Com isso, temos as limitações cirúrgicas, como a restrição dos movimentos do membro superior do lado operado e linfedemas, além dos efeitos colaterais de quimio e radioterapia, como gases, enjôo, alterações intestinais.

  • Sugestões:

a) Limitações cirúrgicas: Para melhorar a movimentação do membro superior, sugiro pontos como P1, CS3, IG11 – que compartilham de localizações com pontos gatilho miofasciais e tem a ação analgésica e relaxante da musculatura particularmente notável. TA5 e TA8 também podem ajudar nesse processo.  Já para o linfedema, precisamos de pontos que drenem a umidade, tanto no local como próximos aos linfonodos ainda existentes no corpo. Sugiro: TA3, TA5, IG11, E28, VC4, BP9.

b) Efeitos colaterais da Quimio e Radioterapia: estes procedimentos sobrecarregam o funcionamento do Fígado, tornando o corpo da paciente intoxicado, e diminuindo ainda mais a função do Baço-Pâncreas (lei de avô e neto) que normalmente já está enfraquecido. Com isso, os sintomas gastro-intestinais são de extrema relevância, e podem ser aliviados. A missão do Acupunturista é: Harmonizar o Fígado e Fortalecer Baço e Estômago. Sugiro, para estas questões, respectivamente: F3, F5, F13, BP2, BP3, E36, E25, BP15, E21.

** As questões emocionais podem e devem continuar sendo tratadas, e o Baço-Pâncreas sempre fortalecido.

Estudos científicos mostram melhora do linfedema, melhora das dores pós cirúrgicas de nível 3, com o uso da Acupuntura, sendo a escala de 0 a 5 (0 sendo nenhuma melhora e 5 melhora total). Nas questões do sistema digestório conseguimos a melhora total, e nas questões psíquicas nível 4.

Pontos auriculares podem ser usados desde a descoberta do Câncer bem como tratamento complementar depois da cirurgia e durante quimio e radioterapia. Gosto dos pontos: Shenmen, Rim, Simpático, Analgesia, Mama, Vértebras Torácicas, Baço, Metabolismo, Tensão e Ansiedade.

A Acupuntura não oferece risco para pacientes com câncer. Pode e deve ser usada desde a descoberta do mesmo até o final do tratamento trazendo apenas benefícios. Há comprovação científica dos seus benefícios e não há provas que qualquer mal pode ser causado à paciente.

Minha experiência de consultório me faz continuar incentivando pacientes que estão passando por essa patologia à utilizar a acupuntura como complemento à todo processo. Até o momento, tive apenas bons resultados.

Espero ter esclarecido e ajudado.

Grande abraço.

Profa. Fernanda Mara

** Usados neste texto: Clínica da mama, USP, Unicamp, Artigos Científicos da Usp, Scielo, Unifieo entre outros.

 

Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>