Acupuntura no Tratamento do Herpes Zóster

Bom dia Leitores,

Hoje vamos dar continuidade ao assunto Herpes Zóster na visão da Medicina Tradicional Chinesa.

Vamos reacaptular que o Herpes Zoster é uma doença infecciosa causada pelo vírus Varicella zoster, o mesmo que causa a catapora na infância e está presente em 95% das pessoas. Ele fica dormente durante a maior parte da vida do indivíduo e pode ser reativado em pessoas imunossuprimidas, ou seja, cujo sistema imune não funciona corretamente, ou após os 50 anos de idade, quando o organismo fica mais suscetível a quedas na imunidade.

Para a Medicina Chinesa, o principal órgão responsável pela Imunidade é o Pulmão, que é o produtor de Wei Qi (energia de Defesa), portanto, tanto o contágio da catapora quanto a reativação do vírus latente gerando o herpes são determinados pela diminuição da produção de Energia de Defesa no corpo, sendo a missão do acupunturista: Tonificar o Pulmão, produzir Wei Qi, diminuir a dor e acelerar a cicatrização das feridas na pele.

Na Medicina Ocidental ainda não foi desvendado o motivo pelo qual o vírus é reativado na fase adulta dando origem ao Herpes Zóster, porém, para Medicina Chinesa o fato se explica devido ao calor tóxico latente. Quando uma pessoa sofre de uma infecção viral com febre alta, existe uma grande possibilidade do calor tóxico permanecer no corpo por anos. Se o indivíduo com calor tóxico preexistente passar por outra situação de acúmulo de calor, como outra infecção viral ou estresse emocional, o calor desta ocasião se juntará ao calor preexistente,  gerando um fator patogênico interno extremamente forte, que, se for mais potente que o Wei Qi do indivíduo, irá predispor ao desenvolvimento do Herpes  Zoster.

Em resumo, para Medicina Tradicional Chinesa, o Herpes Zóster é uma combinação de Calor Tóxico preexistente + Deficiência do Wei Qi.

Assim, vamos aos recursos da Acupuntura para o tratamento desta patologia:

      1. Fortalecer o Pulmão e a Wei Qi:

Para fortalecer o Pulmão sugiro os pontos: B13, B42, P7 e P9.  Para fortalecer a Wei Qi é interessante que se fortaleça o Baço-Pâncreas, umas vez que o Gu Qi (energia dos alimentos) é precursor da Wei Qi e é produzida por este órgão. Assim, os pontos BP3, BP6 são indicados. A moxa no BP6 é uma excelente escolha para melhorar a imunidade.

A alimentação terapêutica e a fitoterapia também são indicadas no fortalecimento do Pulmão e da Wei Qi.

       2. Analgesia:

Para diminuir a dor nas feridas da pele, podemos usar os pontos: IG4, TA5, E36, VB34 e VB39. Estes são pontos com características de eliminar a dor e o calor, também com indicações de relaxar a musculatura.

É importante lembrar que as lesões do Herpes Zóster podem afetar as terminações nervosas periféricas, por isso são dores intensas, e muitas vezes, somente a Acupuntura pode não ser suficiente para eliminá-las.

A Acupuntura Auricular pode ajudar nas dores, e para tal, sugiro os pontos de Analgesia, Relaxamento Muscular e Urticária (ponto que fica próximo ao ponto do joelho).

        3. Cicatrização das feridas:

Apesar da causa do Herpes Zóster ser um calor tóxico preexistente somado à uma Deficiência da Wei Qi, a moxa pode e deve ser utilizada nas feridas de pele, uma vez que as mesmas apresentam bolhas, que para Medicina Chinesa são consideradas manifestação de umidade.

A moxa deve ser aplicada em varredura nas bordas das lesões e o terapeuta deve ter cuidado para não aquecê-las demasiadamente. (Lembrem-se que o paciente pode ter diminuição da sensibilidade ao calor por lesão nervosa periférica, e nestes casos, o terapeuta deve usar a sua própria sensibilidade ao calor para decidir quando parar a estimulação).

Outro recurso usado com muito sucesso e cicatrização de feridas de qualquer tipo, é a colocação de Cristais Radiônicos em volta de toda borda da lesão. Os mesmos podem permanecer por dias no local e conforme a borda for diminuindo de diâmetro, os mesmos devem ser substituídos por novos.

Na Acupuntura Auricular, o ponto de Pulmão associado ao ponto de Urticária são úteis na cicatrização das feridas.

        4. Eliminação do estresse emocional e manutenção do equilíbrio da temperatura interna

Sendo o Calor Tóxico o principal fator patogênico de causa do Herpes Zóster, o indivíduo portador do vírus deve estar atento aos fatores de causa do aumento do calor interno. Um dos principais fatores que ocasionam o excesso de calor é o estresse emocional, por isso é comum o herpes aparecer em situações (ou após situações) de tensão emocional.

Para diminuir o estresse emocional existem dezenas de pontos, porém, C7 + CS6 + P9 compõe uma combinação extremamente forte para acalmar a mente, e podem ser associados à Yintang, VC17 entre muitos outros.

O indivíduo deve também evitar alimentos de essência quentes, condimentos ou excesso de tempero.

O acupunturista deve sempre utilizar pontos que removam o calor sempre que houver suspeita do aumento deste fator patogênico no paciente. Os pontos Iong (da categoria dos Shu Antigos) são sempre uma boa escolha na eliminação do calor interno: C8, ID2, CS8, TA2, BP2, E44, P10, IG2, R2, B66, F2 e VB43.

Existem outras complicações menos comuns do Herpes Zóster como inflamação na córnea, pneumonia, problemas de audição, cegueira ou inflamação no cérebro. Em casos raros, geralmente em pessoas idosas e com o sistema imunológico muito enfraquecido, essa doença pode levar à morte.

Por isso é importante que o Acupunturista saiba identificar possíveis situações em que somente a Acupuntura e os recursos da Medicina Tradicional Chinesa não são suficientes para tratar o paciente, indicando-o para profissionais especializados em cada área de afecção.

Espero tê-los ajudado.

Um grande abraço à todos.

Profa. Fernanda Mara

Observação: no texto foram usados trechos da matéria do Jornal da USP e de Tua Saúde

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>