Como Escolher Pontos de Acupuntura?

Bom dia Pessoal,

Hoje estou passando para escrever um pouco sobre combinações de pontos de Acupuntura.

Sempre ouço: “Professora, quais pontos eu uso para dor de cabeça?” ou então: “Professora, quais pontos eu uso no tratamento para engravidar?” ou ainda: “Professora, por que você escolheu estes pontos e não outros?”.

A resposta é: A melhor combinação de pontos para qualquer patologia é aquela que faz o seu paciente sair do consultório com a queixa principal que o levou até lá curada ou ao menos amenizada. 

Quando vamos cuidar de um paciente, não devemos somente olhar para o sintomas dos quais ele se queixa, mas principalmente para a causa que o levou a ter aquela queixa. Se pensarmos dessa maneira, é praticamente impossível responder à pergunta: “Quais os pontos indicados para dor de cabeça?”, pois a pergunta correta é: “O que ocasiona a dor de cabeça que seu paciente tem?”.

Certa vez, escrevi aqui mesmo no Blog, que a escolha dos pontos de acupuntura precisam ter base na Ação energética e nunca na Indicação, pois é a Ação energética que justifica a indicação do ponto. Por exemplo:

  • O ponto CS6 possui a ação energética de Acalmar a mente, portanto, é indicado para ansiedade.
  • O ponto E36 possui a ação energética de remover o calor do estômago, portanto, é indicado para gastrite.
  • O ponto F3 possui a ação energética de remover o vento do fígado, portanto, é indicado para paralisia, tremores, sintomas de doenças neurológicas em geral.

Assim sendo, quando o terapeuta avalia um paciente, ele precisa focar sua atenção em descobrir a causa do sintoma, entender qual órgão está em desequilíbrio e qual é o desequilíbrio e assim, escolher pontos que possuam ações energéticas que corrijam a síndrome diagnosticada.

A quantidade de combinações possíveis é infinita. Lembrem-se, são mais de 300 pontos de acupuntura existentes, e seria um erro achar que existem protocolos prontos, receitas de bolo, para cada patologia apresentada.

O que existe são protocolos mais eficientes ou menos eficientes, sendo os mais eficientes aqueles que conseguem tratar com excelência a síndrome que o paciente possui. Por exemplo:

  • Paciente possui calor dos 5 centros, suor noturno, queda de cabelo, zumbindo no ouvido, dor nos joelhos e na lombar e todos estes sintomas começaram depois da menopausa. A língua encontra-se com a saburra descascada na raiz. Possivelmente essa paciente possui, pelas características acima citadas, uma Deficiência da Energia Yin do Rim. Devemos então, tonificar o Yin do Rim e usar pontos locais para melhorar as dores.

Sugestão de protocolo:

  • Vaso Maravilhoso – P7 -R6 – pois tonifica a Essência.
  • R6 – Tonifica o Yin dos rins
  • R3- Equilibra o Yin e o Yang dos Rins
  • VC4 – Tonifica o Yin dos Rins e a essência
  • R10 – melhora a circulação de sangue no joelho
  • E36 – melhora a circulação de sangue em todo corpo, relaxa os músculos e é um ponto local para dor nos joelhos
  • TA5 – elimina calor de todos os aquecedores, portanto refresca os calores da menopausa e diminui a queda de cabelo.

E assim por diante.

Em resumo: Ao avaliar o paciente, descubram o órgão em desequilíbrio, procurem pontos que possuam ação energética que tratem a síndrome encontrada. Usem pontos locais se houver alguma dor ou incômodo específico.

Desta maneira, não haverá erro no tratamento e seu paciente certamente se sentirá muito melhor em curto espaço de tempo.

Vamos tratar?

Grande abraço à todos.

Profa. Fernanda

Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>