Os Benefícios da Acupuntura no Parto Natural

Bom Dia Leitores! 

É com muito prazer que atendendo à pedidos estou escrevendo sobre os Benefícios da Acupuntura no Parto Natural.

Existe diferença entre parto normal e parto natural. Quando se fala em parto natural, além de a via de parto ser a vaginal, é preciso enfatizar que o bebê nasce sem intervenções médicas, como anestesia, analgésicos ou substâncias para acelerar as contrações.

O parto natural pode ser realizado no hospital ou em casa desde que acompanhado por um profissional da saúde habilitado para acompanhar a parturiente.

A acupuntura é utilizada no parto para: indução, analgesia, insuficiência nas contrações, retenção urinária e apresentação pélvica.

A) Apresentação Pélvica:

A Apresentação é a região fetal que se encontra mais próxima da bacia materna (parte do corpo que irá nascer primeiro). Então, chamamos de Apresentação Pélvica quando o bebê está com a cabeça para cima e portanto irá nascer de nádegas.

A insinuação fetal ocorre geralmente cerca de 2 semanas antes do parto nas primigestas (mulheres que estão grávidas pela primeira vez). E cerca de 2 a 5 dias antes do parto nas multíparas (mulheres com vários partos anteriores). Mas lembre que estes números não são uma regra, e podem variar.

O posicionamento fetal ocorre geralmente cerca de 2 semanas antes do parto nas primigestas (mulheres que estão grávidas pela primeira vez). E cerca de 2 a 5 dias antes do parto nas multíparas (mulheres com partos anteriores). Mas lembre que estes números não são uma regra, e podem variar.

A técnica mais conhecida da Acupuntura para posicionar o bebê cefálico é a moxa no ponto B67, bilateralmente, 1x ao dia durante durante 10 dias. Os resultados são melhores quando se começa o tratamento na 36ª semana de gestação.

O terapeuta pode ensinar a gestante e seu parceiro para prática da moxa em casa, sem necessidade de vir ao consultório de acupuntura todos os dias.

Porém, para acelerar o processo, a gestante deverá ir ao consultório do acupunturista uma vez por semana para que este e outros pontos possam ser estimulados com Acupuntura Sistêmica Tradicional e Acupuntura Auricular.

B) Indução/ Insuficiência das contrações:

Para induzir o parto, várias combinações de pontos de Acupuntura Sistêmica e Auricular podem ser usados, desde que o médico responsável pela gestante dê seu parecer favorável se tempo de gestação está seguro para que o bebê nasça.

Os mesmos pontos que induzem o parto podem ser usados para aumentar a potência das contrações.

São boas combinações: IG4 – BP6, (BP4-CS6) – Vaso Penetrador, R3 em transfixação com B60, e todos os pontos que são considerados abortivos, como E36, F1, VB21 podem ser usados para induzir ou melhorar a potência de contração.

** Todos esse pontos podem ser usados inclusive quando a mulher está em trabalho de parto, com agulhas de acupuntura sistêmica e até mesmo com eletroacupuntura.

** Em caso dele eletroacupuntura para indução do parto, a Frequência do Aparelho deve permanecer entre 20 e 80Hz e a intensidade aumentada a cada 5 minutos, podendo o aparelho permanecer ligado enquanto a parturiente suportar o estímulo.

** Alguns pontos de Acupuntura Auricular são particularmente notáveis na indução do trabalho de parto, como o ponto do útero (na fossa triangular)  e o ponto endócrino (na região inferior da concha cava). Para um efeito mais intenso pode-se usar agulhas de 18x8mm.

C) Analgesia

Durante o parto, pode-se usar os pontos de auriculoterapia: útero, analgesia (no fundo da cocha cimba), shenmen e endócrino que além de ajudar nas contrações, realiza analgesia. Para se obter o efeito analgésico, sugiro colocar agulhas de 18x8mm em aplicação profunda.

A eletroacupuntura também pode ser utilizada, e a intensidade do aparelho deve ser aumentada conforme o surgimento das contrações. A frequência deve permanecer entre  80 a 120Hz para efeito analgésico, porém, se a intenção. O estímulo deve ser mantido de 20 a 40 minutos. Os pontos que mais atuam na analgesia + eletroacupuntura são: E36, VB34, B60, B62.

O início da analgesia se dá entre 10 e 15 minutos e pode durar até 6 horas. Se a paciente estiver com pelo menos 6cm de dilatação, os resultados são ainda melhores.

** Se a mulher suportar ficar em pé, sentada ou em decúbito lateral, pontos da região lombar como B23, B52, B25 também podem ser usados sozinhos ou com eletroterapia tanto para Analgesia quanto para indução do parto.

Existem alguns pontos que são indicados na gestação com motivos específicos e podem ser feitos com segurança:

-R9 – entre o terceiro e sexto mês de gravidez – filtro – isola qualquer sentimento negativo e estresse da mãe para criança.

-Anemia: B43 – é um ponto de centro vital.

-Risco de aborto – Fortalecer o BP com BP6 e BP8.

-Depressão: moxa em P1, P2 e B13.

-Vômitos e náuseas: sangras as veias sublinguais.

-Hemorróidas: VG20.

-Dores Lombares: B2 e TA2.

-Ciatalgia: B60, B2, VG20, TA2.

-Cólicas Renais: F5 do lado afetado e TA8.

-Hiperglicemia: TA4 e BP2.

-Hipertensão: sedar IG11 e tonificar R7 e/ou sangrias na região posterior e superior da orelha.

Concluímos que o Parto Natural é extremamente benéfico para o bebê e para a mulher que dá a luz, uma vez que, sem medicamentos, a recuperação dos mesmos é muito mais rápida e sem riscos.

A acupuntura ajudará o Parto Natural ser mais rápido e conseguirá diminuir a dor e aumentar a potência das contrações. Sendo outro recurso natural, não trará nenhum prejuízo à nenhuma das partes envolvidas. Combine com um acupunturista da área atendimentos antes e durante o parto e comprove a eficácia da Medicina Tradicional Chinesa.

Espero ter ajudado!

Grande abraço à todos!

Profa. Fernanda Mara

Obs: O texto de hoje foi auxiliado por textos contidos nos sites: https://brasil.babycenter.com/a25008167/parto-natural#ixzz4ycYJrKod e www.fetalmed.net

Esta entrada foi publicada em Geral. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>